Gengivite: quais as causas e sintomas
gengivite

Gengivite: quais as causas e sintomas

A gengivite é uma inflamação que acomete a gengiva sendo o estágio inicial de uma doença periodontal. Apesar de ser fácil de se tratar, caso o paciente não inicie o tratamento ela pode progredir e causar complicações mais grave. Por isso, hoje vamos falar sobre ela neste artigo.

A gengivite é uma inflamação e infecção que causa alterações nos tecidos que dão sustentação aos dentes, como ligamentos, osso alveolar (tecido ósseo que circunda as raízes dos dentes) e gengivas. A gengivite é a primeira fase da doença periodontal.

A causa da gengivite está relacionada à falta de higienização adequada dos dentes. Algumas vezes ela pode ser causada pelo acúmulo de placas ao longo do tempo, mas ela também pode ser notada antes disso ocorrer. Essa placa é um material grudento feito de bactérias, muco e resíduos de comida que desenvolve na parte exposta dos dentes e também pode causar cárie dentária.

Quando o paciente não realiza a limpeza periódica no consultório odontológico, ocorre um acúmulo de placa que se transforma em tártaro, que fica preso ao dente. As bactérias e toxinas produzidas pela placa e pelo tártaro irritam as gengivas e as deixam inchadas e sensíveis.

Existem outras várias possíveis causas para a gengivite como a escovação excessiva, limpeza vigorosa com fio dental, mudanças hormonais. Ela é bem frequente em adolescentes no início da puberdade e em jovens no começo da fase adulta. Mulheres grávidas também podem sofrer muito com a gengivite.

Quais os sintomas da gengivite?

A gengivite deixa a gengiva com uma cor mais avermelhada que o normal e em alguns casos ela pode ficar até mesmo arroxeada. A gengiva quando está neste estado sangra com facilidade durante a escovação ou no momento de passar o fio dental, fica inchada e sensível. Pode ocorrer dela também não doer e o paciente estar com a doença e não perceber.

Outros possíveis sintomas são:

  • Mudança na forma em que os dentes se encaixam na mordida;
  • Mau hálito constante e gosto ruim na boca;
  • Gengivas se separam ou se afastam dos dentes criando uma bolsa;
  • Dentes parecem mais longos devido à retração da gengiva;
  • Secreção de pus ao redor dos dentes e da bolsa gengival.

Para prevenir contra a doença e até mesmo tratá-la, é necessário ir regularmente ao dentista para que ele possa avaliar se existe algum problema de saúde bucal e tratar antes que a doença seja irreversível.

Se você deseja fazer a prevenção bucal, entre em contato e agende conosco a sua consulta hoje mesmo.

Deixe um comentário